Reflexões sobre o dinheiro, Parte 2

Como eu disse na parte anteriormente, na parte 1, estas reflexões são para você que acredita que ter dinheiro é algo muito importante.

E repito: eu, realmente, não ligo para dinheiro e nem ele liga para mim. Mas, apesar de nossos encontros e desencontros, nos damos muito bem. Afinal, ele sabe que o pouco que eu conseguir ganhar será bem valorizado e bem tratado.

Continuando.... [Favor ler a parte 1]

Por quê!?
[colocar imagens de avisos e bandeiras de países]

Suponho que você tenha objetivos imediatos a atingir, faculdade, por exemplo, ou outros objetivos que somente poderão ser atingidos anos a frente; tipo comprar casa e carro, realizar viagens nacionais e internacionais, etc. E muitos destes objetivos voltarão a ser necessidade: pós-graduacão, segunda graduação, MBA, reforma da casa, casa nova, apartamento, carro novo, mestrado, doutorado, pós-doutorado, etc. Deste modo, suponho, que o que ganha neste momento, mal dê para fazer a faculdade com tranquilidade e pagar as contas do cotidiano.

Pode parecer óbvio, mas vou te dizer: nem sempre será possível comprar carro novo e casa nova de uma única vez ou simultaneamente. E para muitos nunca será possível fazer sequer uma destas coisas separadamente.

No entanto, convém trabalhar com foco nos seus objetivos e quem sabe você não seja um dos poucos que conseguirão realizar esta proeza.

Trabalhe e confie.

Estes objetivos podem ser adiantados com você trabalhando, num emprego que pague um bom salário, ou quem sabe dois ou três empregos ao mesmo tempo. Ufa! Cuidado pois pode se afogar neste oceano, que é o mercado de trabalho.

Acho engraçado que as pessoas dizem "fulano foi para os Estados Unidos, juntou um bom dinheiro e voltou para o Brasil. Ele disse que lá arrumou três empregos. Trabalhava de domingo a domingo, não tinha nenhum lazer, e fez isto durante cinco anos. E, assim, conseguiu juntar o dinheiro para voltar ao Brasil. Agora está aí: venceu na vida".

Ora, qualquer pessoa, mesmo no Brasil, consegue acumular um bom valor seguindo os passos acima. Não precisa ir a outro país para arrumar vários empregos e se privar de lazer, família e amigos, para atingir o objetivo de acumular receita. Arrume três empregos, pare de gastar com bebidas, vícios e diversões fúteis, por um período de cinco anos, e conseguirá juntar o valor aproximado ao que conseguiria juntar trabalhando em outros países.

Finalizando esta postagem, sugiro que assistam os vídeos no YouTube que falam sobre o "valor do amanhã" e para quem tiver interesse de aprofundar-se no assunto, recomendo a leitura do livro "O valor do amanhã " do mesmo autor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entenda o LIPTE/LIATE (utilizado na Integração UDV)

Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA 2018

A Bíblia Sagrada no mundo