O melhor ainda está por vir

Atualizado em 18/05/2018

Hoje, venho aqui contar uma audição que tive outro dia, durante a madrugada, por volta de 1:00, enquanto ouvia atentamente uma rádio evangélica, a Rádio Novo Tempo, foi quando ouvi um pastor contar esta interessante história. História que lhe foi contada, após vivenciada, por outro pastor. Este segundo pastor lhe deu o testemunho de algo que ocorreu juntamente de uma irmã da igreja de sua congregação.

A história se dá que a irmã pediu ao pastor para ter uma conversa particular com ele e ao se colocarem a sós, ela informou ao líder da congregação que...

... foi diagnosticada com uma enfermidade muito séria e que os médicos não lhe garantiam muito tempo de vida, pois a doença já se encontrava em fase terminal, muito avançada, assim gostaria pedir orações por sua saúde, mas que, se for da vontade de Deus a levar, gostaria de já deixar acertado com o pastor os cuidados para o funeral e enterro.

Dizia a irmã que gostaria de receber em seu funeral flores e a presença de todos da congregação local, mas que também não faltassem orações, a leitura da palavra de Deus e louvores a Deus. Também gostaria que seu corpo estivesse com o seu vestido mais bonito e apesar de tantos outros detalhes importantes a se tomar no dia de sua morte, não podem esquecer o mais importante, dizia ela, que é ser enterrada com um garfo em uma de suas mãos.

Conta o pastor, que a explicação para este pedido tão peculiar aos olhos alheios, pode ser explicado pelos momentos festivos e não festivos vivenciados pela irmã, pois em muitos momentos, em festas e comemorações da igreja, a irmã sempre dizia aos demais irmãos,  principalmente durante as refeições, ‘pessoal guardem o garfo, pois o melhor ainda está por vir’. Alguns irmãos talvez pensavam que ela se referia a sobremesa, talvez até tenha sido isto em certas ocasiões, mas agora surgia o verdadeiro significado para aquela frase cheia de e esperança.

O melhor que ainda está por vir, vem dos céus, vem de Deus, não é feito por mãos humanas nesta terra. O pedido para ser enterrada com um garfo em uma de suas mãos, estranho a olhos alheios, surge da certeza de que a irmã tem de estar em Cristo e que para Cristo ela vai. O garfo nas mãos é para chegar pronta aos céus, para comer do melhor, comer do Santo alimento, que o Senhor lhe reserva no céu.

Vou ficando por aqui. E até a próximo texto.
Lindo testemunho de fé, não acham!

Convido aos leitores a deixarem sua opinião nos comentários, e se quiserem dar o seu testemunho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entenda o LIPTE/LIATE (utilizado na Integração UDV)

Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA 2018

A Bíblia Sagrada no mundo